5 de setembro de 2015 • 6:22 am

Economia

Porto Belo vai inaugurar fábrica de R$ 210 milhões em Marechal Deodoro

Indústria vai gerar 300 empregos diretos e deve absorver mão de obra do Senai

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

Peças do parque de produção

Peças do parque de produção

O Grupo Portobello, líder brasileiro em Revestimentos Cerâmicos, inaugura, na próxima quinta-feira, 10, às 9h, no Polo Multifabril José Aprígio Vilela, em Marechal Deodoro, sua fábrica em Alagoas. Com orçamento total de R$ 210 milhões, incluindo capital de giro, a fábrica está instalada numa área de 1 milhão de m², com 50 mil m² de área construída, e capacidade produtiva de 20 milhões de m²/ano. Isso representa um aumento de mais de 60% na capacidade produtiva do Grupo Portobello e visa atender principalmente o público do Norte e Nordeste brasileiro, que corresponde a 25% do mercado cerâmico nacional.

Destacando o apoio do governador Renan Filho para a realização do projeto, o Grupo Portobello saúda o empenho dos órgãos estaduais na agilidade dos processos e a segurança jurídica que marca a política de atração para novos empreendimentos em Alagoas. Segundo Diógenes Ghellere, diretor Industrial da Pointer, “tem sido marcante a participação do secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, nos encaminhamentos governamentais necessários, o que revela o real interesse do Estado em consolidar cenários favoráveis para o desenvolvimento local e sustentado em solo alagoano”.

Com um público e portfólio específico, a fábrica será o motor da nova marca Pointer, que tem como objetivo satisfazer os desejos e anseios de um público potencial, ávido por produtos que aliem design a um preço acessível, mas que ainda não encontrava opções no mercado, permitindo ao grupo, ganhos de market share.

Tudo isso movimenta a economia local. Numa cidade com cerca de 50 mil habitantes (segundo último censo do IBGE), esse novo parque fabril gera 300 empregos diretos e 900 indiretos. Para que isso aconteça, o Grupo Portobello estabeleceu uma parceria com o Senai local para capacitação da mão de obra. “Esse tipo de parceria é fundamental para que possamos gerar conhecimento, capacitar as pessoas e, consequentemente, aquecer a economia da região” diz Diógenes Ghellere. “Além disso, a inauguração de uma fábrica como essa, movimenta toda a cadeia produtiva”, completa, referindo-se à abertura de unidades regionais de seus fornecedores de insumos de produção e distribuição.

A nova unidade fabril reafirma um dos principais compromissos do grupo: a sustentabilidade. Utilizando as mais avançadas tecnologias, a fábrica do Nordeste possui um projeto que racionaliza os recursos, resultando no menor impacto possível à natureza. Exemplo é o reaproveitamento do pó onde a poeira, antes dispersa no ambiente, é captada e reincorporada ao processo produtivo, passando por filtros que purificarão o ar; uso de um sistema de ventilação natural (que melhora o conforto térmico do ambiente); a água do processo produtivo circula em um sistema fechado, sem desperdício e reutilização do recurso; geração de energia alternativa e reaproveitamento de calor entre os equipamentos, métodos também usados no parque fabril de Tijucas-SC.

 

 

 

1 Comentário

  1. Tônhi disse:

    Parabéns ao senador Renan! Excelente soma a seu patrimônio…

Deixe o seu comentário