27 de Março de 2016 • 9:01 am

Maceió

Prefeito é acusado de relegar famílias ao abandono nas calçadas da orla

Vereador diz que Rui Palmeira fez opção pelos ricos e deixou os pobres entregues à própria sorte pelas calçadas

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ao fixar sua política de gestão em pintar as calçadas da orla, arrochar impostos no contribuintes e realizar contratos milionários sem licitação como o dos pardais – mais de R$ 9 milhões – o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), esqueceu as demandas sociais da população pobre da cidade, segundo análise do vereador Silvânio Barbosa (PMDB).

O abandono das famílias pela Prefeitura.

O abandono das famílias pela Prefeitura.

Disse ele que a assistência social da Prefeitura tucana fracassou na periferia e o  reflexo está a olhos vistos por toda cidade, inclusive na região turística da orla, com uma infinidade de flagelados que amanhecem o dia dormindo nas calçadas, nos bancos de praças e até em cima de monumentos, como o do memorial Teotônio Brandão Vilela. `Sem teto, passam frio à noite , fome e amanhecem em meio a tragédia humana.

-Está claro que o prefeito fez a opção exclusiva de governar para os ricos e esqueceu por completo a população pobre da cidade, os desassistidos, flagelados e as famílias humildes que dependem do poder público. – Disse o vereador.

Destacou ainda que, embora o governo federal disponibilize uma série de programas que asseguram a inclusão dessa clientela, a Prefeitura de Rui Palmeira foi incapaz de trabalhar para garantir os direitos dessa população “e o resultado é esse que estamos vendo nas calçadas da orla, ponde passam todos os dias os gestores da Prefeitura, entre outras autoridades que veêm, mas parece que não enxergam o descaso e a omissão com o quadro exposto”.

Seja nos bancos de praça...

Seja nos bancos de praça…

 

Nas calçadas das barracas...

Nas calçadas das barracas…

Segundo o vereador, amanhecem diariamente nas calçadas da Pajuçara e Ponta Verde

E até sobre os monumentos, o descaso é um só.

E até sobre os monumentos, o descaso é um só.

crianças, gestantes, desempregados, famílias inteiras flageladas por falta de uma política inclusiva da Prefeitura de Maceió. “Isso é triste. Isso representa verdadeiramente o fracasso da gestão municipal”, concluiu.

1 Comentário

  1. Vereadorzinho de bosta.Por que não leva estes retirantes(do interior)para casa?Você só sabe criticar o Prefeito.

    Adriel Batista Correia de Melo

Deixe o seu comentário