8 de abril de 2016 • 7:36 am

Maceió

Prefeitura deve mais de R$ 40 milhões as empresas da coleta do lixo

Negociação passa pelo novo representante das empresas, o ex-supersecretário Luiz Otávio

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Enquanto a sujeira se espalha pelas ruas da cidade, notadamente nas áreas da periferia, devido a falta de gestão competente na área, a movimentação das empresas do setor vão acontecendo à medida em que a Prefeitura de Maceió acumula débitos com a coleta do lixo.

Lixo por toda parte

Lixo por toda parte

O atraso de quatro parcelas com as empresas já resulta em um passivo superior a R$ 40 milhões. Isso, naturalmente, tem reflexo direto na coleta diária com o acúmulo do lixo em praças e calçadas.

No entanto, os negócios estão sendo agilizados para que as pendências não fiquem para o segundo semestre, devido ao processo eleitoral que se aproxima.

Operador – Nesse terreno quem agora trabalha como o homem poderoso do lixo em Maceió é o ex-supersecretário do governo de Teotônio Vilela Filho, Luiz Otávio Gomes (LOG), que, teria assumido o controle acionário da Limpel e passou a representar as empresas nas negociações com o prefeito Rui Palmeira (PSDB).

O novo homem do lixo em Maceió foi personagem de confiança do governo tucano nas duas gestões do governador Teotônio Vilela Filho e agora se movimenta nos bastidores da Prefeitura de Maceió

 

Deixe o seu comentário