16 de setembro de 2015 • 10:25 pm

Maceió

Prefeitura esquece tratamento de leucêmicos e defensoria move ação

Pacientes dependem da autorização da Prefeitura de Maceió e do Estado para serem atendidos.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Atendimento precário

Atendimento precário

A Defensoria Pública do Estado de Alagoas, através do Núcleo de Tutela Coletiva, pediu medidas urgentes ao juiz da 18ª vara da Fazenda Estadual para garantir tratamento de pacientes com leucemia aguda.

O tratamento é feito na Santa Casa de Maceió, mas não está sendo custeado pela Prefeitura de Maceió, a quem cabe  promover o atendimento dos pacientes..

Segundo a assistente social da Associação de Pais e Amigos dos Leucêmicos de Alagoas, Simone Meireles, há mais de um mês os pacientes com leucemia aguda não conseguem internação.

De acordo ainda com a assistente social, pelo menos quatro pacientes foram liberados pelo HGE no início da semana e não estão recebendo nenhum tido de tratamento.

De acordo com o Defensor Público Ricardo Melro, a Santa Casa informou que reduziu o número de leitos para internação para adequá-los ao valor repassado atualmente pela Secretaria Municipal de Saúde.

Já as Secretarias de Saúde do Estado e do Município informaram que a unidade de saúde reduziu os leitos para tentar forçar a revisão do contrato dentro dos termos financeiros por ela exigidos. A Ação Civil Pública com pedido de liminar referente à situação aguarda apreciação do judiciário.

Deixe o seu comentário