1 de outubro de 2015 • 7:42 am

Cotidiano

Procurador de Justiça condena ameaças de reforma no status da CGU

Jucá diz que mudanças na Controladoria constituem uma “imoralidade”

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Jucá: defesa da CGU

Jucá: defesa da CGU

O Ministério Público Estadual de Alagoas manifestou apoio, oficialmente, à Controladoria Geral da União (CGU), instituição que tem status de ministério e está correndo risco de perder parte de seus poderes fiscalizatórios e passar a ser subordinada a uma outra pasta ligada a União.

. O procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, recebeu uma comissão de servidores da CGU e assegurou que o MPE/AL vai defender a autonomia daquele órgão. Ele também ressaltou a parceria existente entre as duas instituições aqui no estado, dando destaque as investigações que culminaram com cinco ações contra a Assembleia Legislativa de Alagoas.

Durante o encontro com servidores da CGU em Alagoas, ocorrido na terça-feira, 29, eles entregaram a Sérgio Jucá um manifesto assinado pelo ex-ministro da CGU, Jorge Hage Sobrinho, que traduz o sentimento de todos os funcionários da Controladoria.

“Acabar com a CGU é provocar um atentado à moralidade. Reduzir os poderes da Controladoria Geral da União é impedir que ela continue atuando na defesa dos interesses da sociedade e na guarda do erário nacional. O seu partilhamento significa agir contra o Estado brasileiro”, declarou Sérgio Jucá, chefe do Ministério Público Estadual de Alagoas

 

Deixe o seu comentário