6 de abril de 2017 • 2:58 pm

Brasil

Propostas de aposentadoria rural, de professores e de policiais serão revistas

Pressionado, Temer manda relator negociar cinco pontos da reforma

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Pressionado, o governo de Michel Temer já admite rever cinco pontos da reforma da previdência. Segundo o relator da matéria, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), o Planalto autorizou modificações na proposta em relação a cinco temas: regra de transição, aposentadoria rural, Benefício de Prestação Continuada, pensões e aposentadorias especiais de professores e policiais.

O parlamentar garantiu, no entanto, que nenhum dos ajustes comprometerá a “espinha dorsal” da reforma para garantir o equilíbrio fiscal e a sustentabilidade da Previdência Social no futuro.

Oliveira Maia se reuniu hoje pela manhã com Temer para discutir e avaliar as reivindicações dos parlamentares. Segundo o relator, a maior parte das emendas apresentadas tratam desses pontos, bem como as reivindicações que ele tem ouvido dos parlamentares durante visitas que tem feito às bancadas.

“Esses cinco temas são, sem dúvida, os mais demandados por ajustes. Essas mudanças que se solicitam são mudanças todas elas que vão na direção de atender pessoas menos favorecidas”, disse o relator.

Nesta semana, o relator vai iniciar conversas com os senadores, já para alinhar o texto às sugestões deles. “Não queremos interferir na decisão do Senado, mas falei com líder Renan [Calheiros] e líder [Romero] Jucá”, disse Oliveira Maia.

O presidente da comissão especial da reforma na Câmara, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), afirmou que, para acomodar as mudanças, a apresentação do relatório será adiada para o dia 18 de abril.

Deixe o seu comentário