20 de julho de 2015 • 8:37 am

Política

Profissão sindicalista: o peleguismo à brasileira nos dados do Ministério do Trabalho

Mais de 8 mil de sindicalistas estão nos mandatos nas entidades há mais de 10 anos. Há gente que está sindicalista há 30 anos.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

movimento sindicalProfissão sindicalista. Assim podem ser qualificadoss inúmeros dirigentes sindicais brasileiros que se eternizaram dirigentes em entidades sindicais no País inteiro. É o novo sindicalismo à brasileira. Os  são do dados do Ministério do Trabalho e apontam que no Brasil existem pelo menos 8.518 presidentes e diretores de sindicatos com mais de 10 anos de mandato. A informação é do jornal O Globo desta segunda-feira

De acordo com o jornal, existem no Brasil 10,6 mil entidades de classe que respondem por uma arrecadação da ordem de R$ 3,1 bilhões. Segundo a reportagem, várias entidades respondem na Justiça por indícios de irregularidades e desvios de funcionalidade do uso da chamada contribuição sindical.

Segundo o Globo, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT), Ornar José Gomes, por exemplo tem mais de 90 anos de idade e ocupa o cargo há pelo menos 15. Além disso, ele acumula a função de vice-presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), entidade ligada ao deputado Paulinho da Força (SDD-SP).

Já o presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (SindiMotoristas), Valdevan Noventa, é acusado de utilizar uma cooperativa de motoristas de vans para lavar dinheiro de uma organização criminosa da favela de Paraisópolis, na Grande São Paulo e também de orquestrar greves em parceria com proprietários de empresas de ônibus. O SindiMotiristas negou ao Globo qualquer irregularidade nas suas atuações.

 

Deixe o seu comentário