17 de setembro de 2017 • 10:56 am

Governo » Meio Ambiente

Programa de Regionalização de Abatedouros terá investimentos R$ 30 milhões

Propósito é a construção e readequação de frigoríficos, com equipamentos modernos e capacidade de abate diário de até 150 animais

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Com investimentos de recursos da ordem de R$ 30 milhões pelo governo de Alagoas, o Programa de Regionalização de Abatedouros visa fortalecer a cadeia produtiva da pecuária de corte, possibilitando que todo o rebanho seja abatido no estado conforme à legislação.

Com investimentos de recursos da ordem de R$ 30 milhões pelo governo de Alagoas, o Programa de Regionalização de Abatedouros visa fortalecer a cadeia produtiva da pecuária de corte. Ilustração

A empresa que ganhar a licitação de concessão terá a obrigação de adequar os mercados públicos dos municípios, sem sacrificar as prefeituras. Até o fim deste mês será lançado o edital para o matadouro regional de Viçosa.

Como explica o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, o abate clandestino de animais representa um risco iminente à saúde pública, tendo como consequência a exposição da população às zoonoses como tuberculose, brucelose e toxoplasmose, transmitidas pela manipulação e/ou consumo da carne contaminada.

Durante inspeção em 16 matadouros públicos e particulares, a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) ficou constatado que nenhum dos matadouros fiscalizados obedece a Lei que regulamenta esse tipo de estabelecimento, pois possuem estrutura absolutamente sucateada, além de poluir o meio ambiente, o que denota a total impossibilidade de funcionamento.

Em funcionamento, cada abatedouro frigorífico terá capacidade de abate diário de até 150 animais, com uma estrutura física adequada e equipamentos modernos para atender a demanda de cada região, possibilitando assim, que todo o rebanho seja abatido em Alagoas, de acordo com o que preconiza a legislação.

Deixe o seu comentário