2 de junho de 2015 • 7:33 am

Política

Projeto de Renan e Cunha isola Dilma e Senado e assume estatais e empresas de economia mista

Só as estatais brasileiras representam, em matéria de investimentos, algo superior a R$ 115 bilhões. O controle será eminentemente politico.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Brasil – Tirar os poderes de Dilma Rousseff e assumir o comando das nomeações nas estatais do País. Esse é o foco do novo projeto que está sendo apresentado no Congresso Nacional pelo senador Renan Calheiros, presidente do Senado, e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, ambos do PMDB.

O projeto foi apresenta nesta segunda-feira, 1º de junho,  e transfere para o senado a decisão final para a escolha dos dirigentes das estatais e empresas de economia mista. No modelo atual diversos ministros integram os conselhos das estatais No projeto de Renan e Cunha há a proibição explícita e em outro artigo há a prerrogativa de o Senado destituir os presidentes das estatais.

Na prática os peemedebistas transformam a Presidente da República em uma espécie de “rainha da Inglaterra”. Ou seja, está no cargo masnão manda em nada.

Vale destacar que só as estatais brasileiras representam, em matéria de investimentos, algo superior a R$ 115 bilhões. Sem falar nas empresas de economia mista como a Petrobras, Eletrobras, Banco do Brasil, e empresas públicas como Correios, BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e Caixa Econômica Federal. Uma vez aprovado o projeto passa tudo para as mãos dos politicos brasileiros

 

 

Deixe o seu comentário