28 de abril de 2015 • 8:18 am

Brasil

PSDB deve apresentar quarta-feira pedido de impeachment de Dilma

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que os tucanos precisam construir a maioiria para levar a ideia fixa à frente.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Brasil – O PSDB pretende apresentar até esta quarta feira (29) o pedido de impeachment da Presidente Dilma Rousseff (PT). O partido dos tucanos insiste na tese do impedimento por entender que há “elementos suficientes” para depor a presidente do cargo. Para isso a liderança da bancada na Câmara dos Deputados pretende convencer a cúpula do partido, uma vez que o ex-presidente FHC e o ex-ministro José Serra já se posicionaram contra. O problema é que já não há mais clima entre os mais de 500 deputados para aprovar a matéria.

O próprio  presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse na noite desta segunda-feira, 27, que o PSDB vai precisar contar com a maioria da Casa se quiser levar o pedido de afastamento da presidente Dilma Rousseff adiante.

“O recurso para recorrer ao plenário demanda ter urgência, demanda ter apoiamento, demanda ter maioria. Se ele conseguir construir maioria para levar ao plenário, ótimo. Senão vai ficar a decisão nossa sem ter condição de ser recorrida porque não vai ter urgência para levar ao plenário”, ressaltou.

O senador tucano Aécio Neves voltou atrás em seu discurso pelo ‘Fora, Dilma’, mas tem sido pressionado pela bancada do PSDB na Câmara. O líder do partido na Casa, Carlos Sampaio (SP) disse que trabalhará para convencer juridicamente Cunha.

Para aprovar o pedido de urgência e votar o recurso em plenário, o partido precisaria ter pelo menos 257 votos.

1 Comentário

  1. Maceió,18/07/15

    Senhores(as)

    Eu estou torcendo para que esta mulher incompetente saia do poder.

    Adriel BatistaCorreia de Melo

Deixe o seu comentário