1 de outubro de 2016 • 9:13 pm

Brasil » Política

PT consciente : número de prefeitos deverá reduzir drasticamente

O maior temor do partido é perder a Prefeitura de São Paulo com Fernando Haddad

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O PT, que conseguiu eleger 635 prefeitos em todo o país nas ultimas eleições, deverá ver este número encolher drasticamente após o pleito deste domingo. A análise, segundo a direção da legenda, é que a atual crise vivenciada pelo partido em decorrência dos seguidos desdobramentos da operação Lava Jato resultou em um desgaste difícil de reverter.pt

O estrago, porém, deverá ser mensurado por meio da cidade de São Paulo, administrada pelo petista Fernando Haddad.

O partido teme que Haddad seja derrotado já no primeiro turno, o que poderá levar a um racha interno e a uma debandada dos quadros que integram a legenda, o que poderia afetar as eleições presidenciais de 2018, quando tudo indica que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende disputar um terceiro à Presidência da República. O PT tem participado de todos os segundos turnos na capital paulista desde 1992.

As dificuldades da legenda aparecem até mesmo no número de candidatos. Nestas eleições municipais, o partido possui 989 candidatos às prefeituras, cerca de 44% menos que nas eleições passadas. “O problema desta campanha é que ela é comandada pelo Sérgio Moro (juiz federal do Paraná)”, disse o secretário de Formação Política do PT, Carlos Henrique Árabe, aludindo ao magistrado responsável pelos processos da Lava Jato em primeira instância.

Apesar dos problemas, o presidente do PT paulista, Emídio de Souza, destacou que as perspectivas têm melhorado nos últimos dias. “O cenário melhorou nos últimos dez dias. Nossa expectativa é manter o que temos e recuperar todos os prefeitos que deixaram o partido”, afirmou.

Deixe o seu comentário


Publicidade