15 de Fevereiro de 2018 • 6:30 am

Economia » Governo

Quase R$ 2 milhões serão pagos em restituições nesta quinta em Alagoas

Em todo o Brasil serão pagos R$ 210 milhões; São mais mais de mil e duzentos contribuintes alagoanos beneficiados

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Nesta quinta-feira (15), a Receita Federal fará a restituição do imposto de renda pessoa física de declarações dos exercícios de 2008 a 2017 e que foram liberadas da malha fiscal, em Alagoas. O total chega a R$ 1.970.566,20.

O dinheiro será depositado na conta bancária de mais de mil e duzentos contribuintes. 597 são do exercício de 2017 e 287 do exercício de 2016. As outras 373 declarações são dos demais exercícios que compuseram o lote.

Em todo o Brasil serão pagos R$ 210 milhões. Do total de pessoas que vão receber o crédito, 20 mil são idosos e 1,7 mil têm alguma deficiência física ou mental ou doença grave.

Consulta

Para saber se a declaração foi liberada da malha, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet, ou ligar para o Receitafone 146.

O contribuinte que não tiver sua restituição creditada pode ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento nos números 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (para deficientes auditivos).

Malha fina

No site da Receita Federal, estas são as principais regras para não cair na malha fina:

1. Salários de dezembro não entram na declaração se forem pagos em janeiro. Ou seja: se o valor recebido pelo trabalho efetuado em dezembro de 2017 for recebido após o dia 31 de dezembro, ele só deve ser declarado em 2019, pois foi recebido em janeiro deste ano.

2. Não se esqueça de incluir os centavos na hora de declarar os valores, separados com vírgula. Se você teve rendimentos de R$ 10 mil durante o ano, na declaração deve constar: R$ 10.000,00

3. Não deixe para a última hora. Fique atento ao prazo e aproveite para enviar a declaração com antecedência, para que não falte nem sobre nada.

4. Declare tudo o que de fato recebeu e pagou. Se você tem mais de uma fonte de renda, não se esqueça que a Receita cruza informações declaradas pelas pessoas físicas com aquelas declaradas pelas empresas. Se nessa equação constar que você recebeu valores que não declarou, haverá problemas.

5. Crianças, idosos e outros dependentes só podem entrar em uma única declaração. Além disso, é indispensável declarar também os rendimentos dos dependentes, quaisquer que sejam.

6. Cuidado na hora de declarar despesas médicas. Novamente: a Receita cruza informações declaradas, então, médicos, clínicas, laboratórios e planos de saúde também vão declarar o que você pagou. No caso específico dos planos de saúde, não declare despesas de pessoas que não são suas dependentes.

7. Saiba o que é dedutível ou não. Consulte o site da Receita Federal ou o Receitafone caso tenha alguma dúvida. Alguns exemplos de despesas não dedutíveis são: academia, cursinhos, remédios, cirurgias plásticas etc. Se você possui algum investimento ou aplicação financeira, declare todas. As instituições financeiras vão enviar todas as informações à Receita.

Deixe o seu comentário