21 de outubro de 2015 • 8:23 am

Brasil

Quatro já estão presos na PF por fraude em concursos no Judiciário

Agora imagine a qualidade moral da autoridade que passa em concurso por fraude no Poder Judiciário

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

pf federalSão quatro os presos na Operação da Policia Federal que investiga a fraude em concursos públicos no País, a partir de uma base de “concurseiros” mantida em Alagoas. Os nomes dos presos ainda não foram revelados.

A Operação deflagrada nesta quarta-feira, 21, em Maceió e União dos Palmares também se desenvolve em outros Estados da Federação. A organização criminosa é especializada em fraudar concursos para o poder Judiciário.

Diante disso, um questionamento se impõe no seio da sociedade: Imagine, então, a qualidade dos servidores públicos que passam em concursos públicos mediante fraude? Segundo a PF, a fraude foi comprovada  pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

As investigações foram realizadas pela PF em Sorocoba e atinge além de Alagoas, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Rondônia.

De acordo com a informações, o modus operandi da quadrilha se inicia com o monitoramento dos editais e a partir daí são inscritos candidatos interessados em ingressar no processo fraudulento. O concurseiros chamados  “pilotos”,  fotografam as provas, saem após uma hora e repassam para as pessoas responsáveis pela quadrilha, que informam as respostas corretas por meio de um dispositivo intra-auricular do candidato.

Esse procedimento tem acontecido em vários tipos de concurso inclusive para cargos federais e estaduais importantes no Judiciário.

 

Deixe o seu comentário