18 de julho de 2015 • 9:51 am

Blogs » Marcelo Firmino

Queria poder falar de flores, mas Brasília está uma zona!

Ou terá sido sempre assim?

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

WP_20150716_005Quem esteve a andar nos corredores do Congresso Nacional esta semana que está terminando pode perceber o quão sombrio e obscuro está tudo por lá. Além disso, há um clima de absoluta perplexidade entre os políticos com a situação do País.

Ninguém aposta um tostão furado em ninguém. Há os que se posiconam à base do pensamento de que “o futuro a Deus pertence”, os que consideram que após o recesso “tudo pode acontecer” e os que recomendam claramente que “salve-se quem puder”.

Em pleno túnel que separa o anexo III do anexo IV da Câmara um parlamentar da base alagoana para e dispara o verbo incontinente: – Brasília, pessoal, está uma verdadeira zona!WP_20150716_007

Ele não mentiu. Esse é o verdadeiro sentimento do momento político vivido na capital do País. O planalto hoje respira tudo. Ódio, revolta, conspiração, omissão, insatisfação, traição, trama e golpe.

Ou seja, lá está tudo o que não presta. E quem imagina que o recesso parlamentar vai arrefecer esse clima pode está redondamente enganado.

Isso por que há lideranças importantes no meio redemoinho formado pela Operação Lava Jato. E essas lideranças vão passar o recesso articulando saídas que possam livrar-lhes do vexame de uma condenação judicial no  STF.

Para que isso não ocorra, há gente disposta a  pisar até no pescoço da própria mãe, desde que salve sua ‘fina’ pele.

É verdade. Queria poder falar de flores, mas Brasília está uma zona!

Ou terá sido sempre assim?

Deixe o seu comentário