9 de Maio de 2016 • 9:30 pm

Policia

Reação: SSP apresenta suspeitos de atos de violência no Trapichão

Polícia continua busca por suspeitos. Polícia Civil cria comissão especial de invetigação

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Suspeitos foram encaminhados para a casa de Custória (Foto: Ascom SSP)

Suspeitos foram encaminhados para a casa de Custória (Foto: Ascom SSP)

Empurrada pela repercussão nacional das cenas de violência protagonizadas por torcedores do CRB e do CSA, após o jogo de decisão do Campeonato Alagoano, no domingo à noite, no Estádio Rei Pelé, a reação da Segurança Pública veio rápida. Durante todo o dia de hoje, viaturas da polícia fizeram rondas e abordagens nos bairros, revistando, principalmente, pessoas vestidas com camisa de torcidas dos dois time. Hoje à noite quatro suspeitos foram apresentados.

Wilson Ferreira (31), gandula que atuou na partida; Arthur Henrique (20); Joseph Herbert (29) e  Flávio Gouveia dos Santos (29) foram identificados pelo Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, em imagens gravadas pelas câmeras do estádio e de veículos de comunicação que cobriam o jogo. Eles foram autuados por tentativa de homicídio e levados para a Casa de Custódia.

A SSP informou que as buscas continuam para localizar outros suspeitos. “Desde ontem nossas equipes estão nas ruas para prender esses bandidos travestidos de torcedores. A prisão é fruto de um trabalho conjunto que atende a determinação da cena de horror”, disse o secretário de Segurança, coronel Lima Junior, durante entrevista coletiva na noite de hoje.

SELVAGERIA

A violência que tomou conta do campo, logo após a partida de futebol, quase termina em tragédia. Cinco pessoas deram entrada no Hospital Geral do Estado, mas apenas uma permaneceu internada, devido a fraturas na face. Seu estado de saúde se estabilizou. Fora do estádio também ocorreram situações de violência em vários bairros, que teriam resultado na morte de três pessoas. A polícia investiga se elas têm relação com a rivalidade entre torcedores fanáticos.

A SSP mostrou vídeos que possibilitaram as identificações dos envolvidos na confusão e solicitou à sociedade que ajude a encontrar os agressores, ligando para o o número 181. Nesta terça-feira (10), haverá nova coletiva da Segurança Pública, para falar das investigações.

COMISSÃO ESPECIAL

A Polícia Civil anunciou nesta segunda-feira (9) que uma comissão especial foi definida para apurar os casos de violência ocorridos na partida.  A informação foi dada pelo delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira. O diretor da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), delegado Ronilsson Medeiros, presidirá a comissão composta ainda pelos delegados Fabrício Lima e Manoel Acácio.

A portaria será publicada no Diário Oficial desta terça-feira (10).

Deixe o seu comentário