2 de junho de 2017 • 6:28 am

Economia

Reajustes de planos de saúde, água e luz deixam a vida pela hora da morte

Os aumentos que ‘doem’ no bolso: Saúde, 13,55%; Água, 9,76%; e Energia Elétrica, 7,17%

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Os reajustes das tarifas energia elétrica, água e planos de saúde já deixaram a vida pela hora da morte, para o consuidor em geral.

Depois do reajuste dos Planos de Saúde na ordem de 13,55%, autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em maio deste ano, atingindo 8,7 milhões de beneficiários, agora é a vez da Arsal – Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas – autorizou a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) a reajustar a tarifa de água em todo o estado em 9,76%.

O custo de vida no fim do mês.

A portaria, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (1º), diz que o reajuste vale para todas as categorias de consumo e deve começar a ser aplicado a partir de 1º de julho.

O reajuste vale para o ciclo 2017/2018 e foi autorizado com base na planilha de custos dos serviços prestados pela Casal.

Antes desses aumentos, em fevereir o consumidor já passou a pagar mais caro pela tarifa de energia elétrica que subiu em média 7,17% e foi considerada mais cara do que ano anterior em decorrência de acertos de contas que o governo fez  com empresas de transmissão.

Para grandes consumidores, a fatura a conta ficou até 40% mais alta.

O certo é que os aumentos tarifários terão reflexos diretos nos preços dos insumos e produtos, principalmente gêneros de primeira necessidade, os quais afetarão diretamente o bolso do consumidor.

Deixe o seu comentário