29 de Maio de 2015 • 7:32 pm

Esportes

Receita diz que fraude no futebol brasileiro atinge mais de R$ 4,4 BI

Investigação do fisco se arrasta desde 2002.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
É grave a situação do futebol brasileiro.

É grave a situação do futebol brasileiro.

Só agora depois da prisão de dirigentes da Fifa, em Zurique, a Receita Federal brasileira fez uma declaração uma inusitada e grave para a cartolagem do futebol no País. A Receita informou em nota pública que desde 2002 investiga fraudes ligadas ao futebol.
Em três operações especiais de fiscalização desde 2002 foram investigadas 96 pessoas físicas e jurídicas. Essas auditorias resultaram em cobrança de tributos, multas e juros no valor de R$ 4,47 bilhões, diz a nota.
Segundo o comunicado, o Fisco identificou e autuou pessoas físicas e empresas que mantêm relações comerciais com entidades responsáveis pela organização do esporte no país, de âmbito nacional ou regional.
A revelação foi feita dois dias após a Justiça americana determinar prisões de dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) envolvidos em um grande esquema de corrupção. Entre os detidos está o vice-presidente da Confederação Brasileira do Futebol (CBF), José Maria Marin, que foi afastado do cargo .
A Receita destacou que algumas pessoas citadas na recente operação promovida no âmbito do Poder Judiciário dos Estados Unidos estão na lista de autuações aplicadas no Brasil. O Fisco diz que, em função do sigilo fiscal, não pode informar os nomes dos envolvidos.
Uma atuação bem distante da realizada pela justiça americana.

Deixe o seu comentário