8 de setembro de 2015 • 6:46 am

Brasil

Redução da jornada de trabalho é debatida nesta terça no Senado

Governo diz que redução temporária é garantia da preservação do emprego

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Senado: redução da jornada.

Senado: redução da jornada.

A redução de até 30% da jornada de trabalho no País e, consequentemente, a diminuição do salário entra em discussão nesta terça-feira,08, no Senado.

A comissão  que analisa a MP 680/15 realiza hoje audiência pública  às 14h30. Deputados e senadores debaterão com representantes do governo e da indústria a medida provisória que instituiu o Programa de Proteção ao Emprego (PPE) e permitiu flexibilização da jornada de trabalho.

O Executivo argumenta que a MP preserva postos de trabalho, possibilitando, por exemplo, a redução em até 30% da jornada, com a diminuição proporcional do salário pago pelo empregador.

A iniciativa causou divergências, e entidades de classe já se manifestaram publicamente contra a medida, alegando que é mais uma forma de penalizar os empregados e de reduzir seus direitos trabalhistas.

Conforme a MP, só as empresas que aderirem ao PPE podem, por meio de acordo coletivo, adotar a redução de jornada, quepoderá ter duração de até seis meses, sujeita à prorrogação desde que o período total não ultrapasse 12 meses.

Pelo governo, foram convidados representantes dos ministérios do Trabalho e Emprego; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e da Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Pelo setor produtivo, foram chamados representantes das indústrias automobilística, de autopeças e de máquinas e equipamentos. Também virão convidados das federações de indústrias dos estados e da Associação Nacional da Justiça do Trabalho.

Deixe o seu comentário