21 de agosto de 2017 • 1:38 pm

Agricultura » Brasil

Renan acusa ‘maldição’ do governo Temer na agricultura familiar

Temer reduziu Reduziu de R$ 24 milhões para R$ 2 milhões recursos da agricultura familiar do Estado

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

“A maldição desse governo está cortando os recursos do PAA da agricultura familiar em Alagoas”. A frase foi dita pelo senador Renan Calheiros (PMDB), diante de uma manifestação entidades do setor rural, como cooperativas agrícolas, associações de agricultores, sindicatos rurais e representantes do Programa Mesa Brasil, que denunciaram o desmonte praticado pelo governo de Michel Temer na agricultura familiar.

O evento, realizado na sede da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Alagoas (Fetag) contou com a participação de representantes da bancada federal, como o deputado Paulão (PT) e o ministro do Turismo e deputado federal, Marx Beltrão.

O PAA é o Programa de Aquisição de Alimentos da agricultura familiar que foi criado na gestão do governo Lula e investia em Alagoas R$ 24 milhões por mês e o governo Temer reduziu para R$ 2 milhões esse investimento.

Renan Calheiros: agora na oposição

Segundo o senador, nos governos passados Alagoas tinha o maior volume de recursos do PAA no Nordeste, mas o desmonte das políticas públicas do setor gerou um sério problema para os agricultores familiares, os quais recebiam incentivos para produzir e vender seus alimentos sem a participação de atravessador ao programa Mesa Brasil, que é tocado pelo Sesc, além de entidades da sociedade civil que atendiam as necessidades da população nas periferias das cidades alagoanas.

Bolsa Família – Renan Calheiros também advertiu para o fato do desmonte que o Planalto está fazendo do Programa Bolsa Família, que só no último mês cortou 600 mil famílias no País inteiro.

Por essas razões, disse o senador, e pelo tratamento que Temer passou a dar a Alagoas “eu agora sou um político de oposição”.

Deixe o seu comentário