3 de Maio de 2017 • 8:36 pm

Brasil

Renan admite deixar liderança do PMDB para combater reformas

Senador questiona a atuação vingativa de Michel Temer no País

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Em rota de colisão com o Planalto, o senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, deixou transparecer nesta quarta-feira, 03, deixará a liderança do partido para combater as reformas trabalhista e previdenciária, propostas pelo presidente Michel Temer.

Renan: atuação de Temer é vingativa.

“Você só é líder de bancada quando verbaliza o pensamento majoritário. Agora, se for incompatível defender os trabalhadores com o exercício da liderança, vocês não duvidem o que vai acontecer”, disse o senador em conversa com jornalistas, sindicalistas e parlamentares que fazem oposição às reformas.

“Não podemos permitir que esse desmonte se faça no calendário que essa gente quer”, acresecentou o senador alagoano, destacando  que Temer atua de forma vingativa no poder .

 

Deixe o seu comentário