17 de dezembro de 2015 • 11:39 am

Política

Renan Calheiros acusa o vice Michel Temer de ser um conspirador no governo

Renan acusa Temer de ter proposto a Sarney o comando do processo de impeachment

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em reportagem no Jornal do Brasil, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) abriu as baterias do litigio contra o vice-presidente da República, Michel Temer. Renan acusou o líder peemedebista de ser “conspirador”.

“É muito deprimente ver este papel de conspirador do Michel”, acusou Renan Calheiros, em conversas com pelo menos dois ministros do PMDB.

Os dois caciques do PMDB se digladiaram publicamente depois que a Executiva do partido manobrou para evitar novas filiações e impedir a volta do deputado Leonardo Picciani à liderança do partido.

“O Michel não está fazendo isso por ele, está fazendo para dar poder ao Eduardo Cunha nesse momento. Imagina uma decisão dessa neste momento”, desabafou Calheiros aos seus interlocutores.

O senador alagoano também disse que o ex-presidente de José Sarney (PMDB-AP) foi procurado por emissários de Temer para comandar o processo de impeachment dentro do PMDB, mas que reiterou estar alinhado ao PMDB do Senado contra o impedimento da presidente Dilma Rousseff.

Em público o presidente do Senado responsabilizou Michel Temer pela divisão do partido e pela prática de fisiologismo, reiterando o que dissera em abril deste ano, ao chamar o vice-presidente da República de gerente de RH. Michel Temer, em nova carta, rebateu insinuando que Renan Calheiros era um “coronel”.

Em conversas reservadas durante a noite nas votações em plenário, o presidente do Senado ironizava Michel lembrando que Antônio Carlos Magalhães o chamava de “mordomo de filme de terror”, mas que agora tinha se tornado “carteiro”.

Deixe o seu comentário