10 de julho de 2017 • 6:29 am

Brasil

Renan diz que agenda de Temer para as reformas parece ilegítima

Temer é o primeiro presidente da história a ser denunciado por corrupção, no exercício do cargo.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O senador Renan Calheiros, ex-lider do PMDB no Senado, atacou novamente neste domingo, 09,  as reformas defendidas pelo presidente Michel Temer. Segundo o senador a agenda que está sendo apresentada pelo Planalto parece ilegítima.

O Planalto e aliados querem aprovar a reforma trabalhista no Senado nesta terça-feira, 11, retirando da legislação oa direitos que protegem o emprego dos trabalhadores brasileiros. “Os entusiastas terão tempo para refletir até a votação”, disse Renan.

Atualmente cerca de 45 dos 81 senadores se declaram abertamente a favor da reforma trabalhista. O texto precisa da chamada maioria simples (metade dos presentes mais um) para ser encaminhado à sanção presidencial.

Aprovando a reforma, Temer quer mostrar que tem o controle total do congresso, principalmente, agora que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai votar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra ele. A PGR denunciou o presidente da República por corrupção. É o primeiro caso na história do País, com o presidente no exercício do cargo.

Deixe o seu comentário