30 de Março de 2017 • 8:10 am

Blogs » Marcelo Firmino

Renan e Rui em plena disputa pelo poder: 2018 já começou

De eventos em eventos eles vão medindo as realizações para o conhecimento do povo

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Não há mais o que esconder. Os eventos realizados no âmbito do governo do Estado e da Prefeitura de Maceió demonstram nitidamente que 2018 já começou pra valer.

Candidato a reeleição, o governador Renan Filho (PMDB) trabalha às imagens das realizações do seu governo para chamar a atenção da sociedade sobre o trabalho que faz na terra alagoana.

Não é diferente com o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), cada vez mais candidato ao governo estadual. Cada parada, um flash.

A marcação entre ambos está tão cerrada que quando um anuncia um evento para uma data o outro praticamente faz o mesmo, como se estivessem medindo forças desde já.

Rui no embalo do trem

Renan: eventos pra que te quero

A segunda-feira passada, dia 27, foi um exemplo real da guerra política para atrair a mídia de um modo geral. Renan Filho fez um megaevento para lançar a pedra fundamental do Hospital Metropolitano de Maceió, com a presença de quase toda bancada da Câmara dos Deputados, entre eles o tucano Pedro Vilela, além do irriquieto JHC. E mais: o senador Renan Calheiros e o ministro do Turismo, Marx Beltrão com prefeitos e vereadores do partido. Um ato para chamar a atenção e chamou, às margens da Via Expressa.

Na mesma data e hora, Rui Palmeira estava de trem com o senador Benedito de Lira (PP), o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, vereadores, aliados, entre outros, dentro de um vagão da CBTU, discutindo as formas do VLT percorrer as ruas de Maceió. O trem é vendido pelo senador De Lira como uma obra magistral para a cidade. Lira é quem controla a Companhia Brasileira de Trens Urbanos, tendo feito as indicações para diretoria.

Em síntese, não há como disfarçar. A campanha pelo governo de Alagoas já começou e o embate tende a se acirrar ainda mais daqui para a frente. Seja na propaganda do horário nobre televisivo ou mesmo nas farpas dos discursos já afiados de lado a lado.

A luta pelo poder é inerente à condição do ser. O que se espera é que ela se dê de forma magnânima.

Deixe o seu comentário