15 de fevereiro de 2017 • 6:32 pm

Política

Renan Filho diz na ALE que vai criar força tarefa contra a violência

Governador faz prestação de contas do governo na reabertura da Assembleia Legislativa

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Criar uma Força Tarefa para reduzir a violência no Estado e   construir 20 Centros Integrados de Segurança Pública (Cisp) até o mês de dezembro, para otimizar a operacionalização do combate a criminalidade passa a ser neste ano uma das principais prioridades do governo Renan Filho, segundo disse o próprio governador em pronunciamento na reabertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa.

No entanto, ao prestar contas aos parlamentares da atuação do seu governo, Renan disse além da segurança pública, a educação e saúde continuarão igualadas em matéria de prioridades da gestão. Assim falou do trabalho quer vem realizando na recuperação e construção de escolas, sem se descuidar da infraestrutura, do combate a seca e da valorização do servidor público, com o pagamento dos salários em dia, enquanto grandes Estados da Federação estão sem poder pagar aos funcionários.

Renan presta contas na ALE.

Mas, além disso falou com entusiasmo do programa de recuperação e construção de estradas no Estado, destacando que nesta quarta-feira, 17, assinou ordem de serviço para a duplicação da estrada que liga a Barra à cidade de São Miguel dos Campos, num trecho de 18,5 quilômetros. O contrato é de R$ 48 milhões.

Soma-se a isso, disse, a duplicação da AL-101 Norte e da AL-220, além da construção do viaduto da Polícia Rodoviária Federal, obra que terá inicio ainda neste semestre, “fruto de um trabalho árduo”.

Aos deputados o governador disse que tem feito um  “vultoso investimento no combate à seca”, destacando que o  montante aplicado pelo estado é o maior do Brasil, considerando que 77 municípios alagoanos estão sofrendo as consequências da estiagem prolongada. “Estamos trabalhando, seja na operação carro-pipa, perfuração de  poços, construção de adutores e barragens. O governo não está parado. O investimento nesta área é fundamental porque as pessoas estão sofrendo e muito. Para ser ter um exemplo, estamos perfurando 20 vezes mais poço do que em outras gestões. Isso é resultado de um compromisso nosso com o povo”, reforçou Renan Filho.

 

Luiz Dantas – Após o discurso do governador, o presidente da Casa, deputado Luiz Dantas, iniciou sua fala destacando as mudanças que vêm sendo empreendidas pelo parlamento e falou do papel contributivo de todos os parlamentares em prol do Estado. “Independente de tonalidade partidária e de posição política, o colegiado procurou responder aos desafios, no sentido de atender ás demandas apresentadas pelos demais poderes. Aqui exercitamos o diálogo para esclarecer pontos de vista e valorizar o princípio da harmonia”, disse o chefe do Legislativo

Luiz Dantas: apoio do parlamento.

O presidente lembrou ainda dos debates, das audiência públicas e das discussões de projetos importantes nas comissões técnicas, além de ver no plenário, a viabilização de matérias que garantem o ajuste fiscal e a pavimentação do caminho para o estado acelerar seu crescimento.

“Apenas para enumerar alguns passos marcantes, votamos aqui a Lei Delegada, autorizando o governador a efetuar uma reforma administrativa no Poder Executivo, viabilizamos o pagamento das obrigações financeiras do Lifal, aprovamos a bolsa qualificação para os agentes penitenciários e destinamos recursos referentes ao rateio do Fundeb. Garantimos a transferência de recursos do Detran para a Segurança Pública e aprovamos o Plano Plurianual e a LDO”, afirmou o presidente.

Por fim, Dantas disse que o parlamento estará vigilante e determinado a lutar em defesa do Estado. “Cultivo a crença de que juntos, poderes constituídos e sociedade, escreveremos uma bela página na história da nossa terra e marcaremos, de forma positiva, os dois séculos de existência que o Estado de Alagoas celebra em 2017”, concluiu.

Deixe o seu comentário