4 de outubro de 2016 • 9:05 am

Saúde

Renan Filho diz que mantém as UPAs em Maceió é o Estado

O custo de cada UPA, segundo o governador, é de R$ 1 milhão e o Estado banca R$ 750 mil.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

O governo do Estado está desenvolvendo um planejamento para a área de saúde e tem como meta, até o final do ano, o início da construção do Hospital Metropolitano em Maceió, para atender a capital e municípios do entorno

UPA: quem banca?

UPA: quem banca?

Segundo o governador Renan Filho (PMDB), além do Hospital Metropolitano, um novo hospital será construído em Porto Calvo. E no projeto de expansão da Rede Hospitalar do Estado também consta a construção de um Hospital em União dos Palmares e a ampliação e reforma dos Hospitais de Delmiro Gouveia e Viçosa.

Renan disse que  o governo alagoano  construiu as Upas, equipou e custeia 75% do seu valor. Observou que mesmo o Estado mesmo em  crise financeira, diante da dificil economia do País,  está superando as dificuldades vividas.

O esforço feito, disse ele, tem valido a pena por que, do contrário, as Upas estariam fechadas. Em cada uma, Alagoas paga cerca de 50% da parcela, ou seja, uma UPA para construir, ela custa entre R$ 4,5 milhões.” Para mantê-la por mês, custa R$ 1 milhão. Deste valor, o Governo do Estado paga em cada uma R$ 750 mil”, disse ele sinalizando que mantém as UPAS é o Estado e não a Prefeitura de Maceió.

 

 

 

Deixe o seu comentário