28 de julho de 2016 • 5:10 pm

Segurança

Recado de Renan Filho: bandido tem que saber que há polícia em Alagoas

Ao defender as operações policiais, governador disse que esse enfrentamento precisa acontecer para garantir a segurança pública.

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A polícia não pode cruzar os braços, disse o governador Renan Filho, em entrevista à repórteres, nesta quinta-feira, durante solenidade na sede do 59º Batalhão de Infantaria Motorizada, em Maceió.

Se isso acontecer fica pior. Estamos firmes, trabalhando com a serenidade necessária, mas também com a firmeza necessária para que Alagoas encontre um caminho de mais paz” – declarou.

RF: mais segurança

RF: mais segurança

A entrevista foi longa e, mais uma vez, RF fez afirmações graves, polêmicas, como sempre são as suas manifestações sobre temas difíceis, como é a segurança pública. Ele afirmou que não vai deixar acontecer em Alagoas o que ocorre em outros estados, como o Rio de Janeiro.

Se a polícia não atuar e deixar a guerra acontecer, daqui a pouco o estado fica loteado como outros no Brasil” – disparou.

A fala do governador é reveladora da política de segurança que seu governo adota.

A polícia tem que poder trabalhar e o bandido tem que saber que há polícia. Se vivermos num mundo em que o bandido acha que a polícia não pode trabalhar, tenha certeza que piora. Se não tiver um enfrentamento com o bandido, a população como um todo paga” – disse Renan Filho.

Mas, embora tenha duvidado de uso excessivo de força por policiais, o governador defendeu que qualquer excesso seja checado e punido.

Deixe o seu comentário


Publicidade