24 de setembro de 2015 • 6:37 pm

Maceió

Renan Filho: ‘Perdemos quatro heróis, quatro guerreiros’

Governador marca presença nos quatro sepultamentos

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

Renan Filho e familiares das vitimas.

Renan Filho e familiares das vitimas.

Chocado com a tragédia que vitimou os quatro militares na Santa Lúcia, após a queda do helicóptero da Segurança Pública, o governador Renan Calheiros Filho (PMDB) acompanhou toda a cerimônia dos sepultamentos em Maceió.

“Nós perdemos quatro heróis, quatro guerreiros. Esse reconhecimento público da sociedade simboliza a relevância da entrega dessas vidas no exercício do trabalho. Há um grande clamor em Alagoas e, por isso, o luto por três dias”, declarou  o governador.
No cemitério Parque das Flores, no Tabuleiro do Martins, Renan Filho esteve junto às famílias das vítimas Milton Carnaúba e Mário Henrique Assunção. Antes dos sepultamentos, foram concedidas homenagens pela Banda da Polícia Militar e uma salva de tiros.
Para o governador, não há como negar o heroísmo por parte dos militares. “Mesmo com toda a dificuldade, eles desviaram das casas do local. Eu não tenho qualquer dúvida em relação a isto, eles fariam tudo para salvar a última vida que eles pudessem, com certeza, se eles tiveram essa oportunidade, eles fizeram”, afirmou o chefe do Executivo de Alagoas.

A chegada ao cemitério.

A chegada ao cemitério.

Renan Filho também seguiu para o enterro do soldado Diogo de Melo Gonzaga, no cemitério localizado no Benedito Bentes.

“Hoje é um dia muito duro para nós e para a sociedade alagoana. Podemos observar isso no semblante de cada alagoano aqui presente”, declarou Renan Filho. Ao final das homenagens, na capital, o governador viajou de helicóptero para o sepultamento do soldado Marcos de Moura Pereira, em Palmeira dos Índios.

Por fim, Renan Filho destacou a importância das investigações sobre o acidente para “confortar a todos nós alagoanos que, nesse momento, vivemos um dia de consternação”

Deixe o seu comentário