14 de janeiro de 2016 • 8:06 am

Interior

Renan Filho promete a revolução rural no sertão de Inhapí

Ao lado do deputado Paulão ele entregou 600 cisternas na zona rural e disse que a maior industria de fruticultura do Nordeste vai se instalar às margens do canal, em Inhapí

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
O canal passando em Inhapi.

O canal passando em Inhapi.

O canal do sertão passa a batendo à porta do município de Canapí, mas a água ainda é um problema e tanto para os moradores da cidade e os sertanejos da zona rural. E esta é uma realidade que, a rigor, ainda não se sabe quando mudará. No entanto, o governador Renan Filho (PMDB) acredita que ainda este ano ele transformará a realidade do muncípio, que fica a 270 quilômetros de Maceió.

Renan esteve no município, em companhia do deputado federal Paulão (PT) e disse que está trabalhando em silêncio para fazer a revolução rural no Inhapí. Eles foram até lá entregar 600 cisternas de 16 mil litros d’água, cada uma, para os assentados do Movimeto do Sem Terra. Uma vez cheios, esses reservatórios construídos com recursos federais, vão representar uma oferta de 10 milhões de litros de agua aos sertanejos.

Assentados receberam 600 cisternas

Assentados receberam 600 cisternas

Revolução – Mas, o que seria essa revolução em Inhapi falada com entusiasmo pelo governador e que abriu um largo sorriso no rosto de cada sertanejo e, sobretudo do prefeito da cidade, José Cícero (PT), candidato a reeleição? O governador explica que está trabalhando em quatro projetos, os quais deverão ser lançados neste inicio de ano, já para darem resultados até o fim de 2016.

Os projetos indutores de desenvolvimento na  região, os quais beneficiarão os pequenos e médios proprietários de terra, a bacia leiteira,  agricultura familiar e o agronegócios. É exatamente a partir do agronegócios que ele pretende gerar a principal ferramenta para desenvolver a região. E ela parte das negociações que estão sendo feitas com a maior indústria de fruticultura do Nordeste, que deverá se instalar em Inhapí.

A indústria, pelo planejamento do governo, será a mola mestra do plano indutor de desenvolvimento estadual a partir do aproveitamento do canal do sertão. Soma-se a isso, as ações que o governo pretende desenvolver a partir do Prodcampo, um projeto que, segundo o secretário de agricultura, Álvaro Vasconcelos, levará o governo a adquirir terras no entorno do canal para assentar famílias que estiverem motivadas para produção de acordo com o planejamento estabalecido a partir da indústria a ser instalada em Inapí.

“Se o governo pode  adquirir 150 hectares de terra para a instalação da Monte Belo, em Marechal Deodoro, por que não pode adqurir terras na área do canal para os sertanejos produzirem? Vamos fazer isso”, destacou o governador Renan Filho.

Água para todos, ainda das cisternas.

Água para todos, ainda das cisternas.

A iniciativa mereceu aplausos do deputado federal Paulão. Ele disse que há séculos a sociedade cobra ações de governo para desenvolver a região do sertão, “mas faltavam atitudes de capazes de promover os empreendimentos pretendidos. Nós já temos o canal, então chegou a hora de agir e o governador Renan Filho tem sido ousado e determinado nesta direção e isso é muito importante para o alagoano”.

Deixe o seu comentário