23 de agosto de 2016 • 5:43 pm

Economia

Renan Filho quer vender o que restou do Produban por R$ 550 milhões

Outra alternativa é levar a leilão os ativos do banco

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O velho e saudoso Produban ccontinua sendo um problema e tanto para o governo de Alagoas do ponto de vista operacional. Isso por que o governo pensa primeiramente em realizar um leilão dos seus ativos e ao mesmo tempo sonha com a venda de ativos e inativos da massa falida. Neste caso, a negociação teria que ser feita com outro banco público.

RF: investimentos com a venda.

RF: investimentos com a venda.

Uma consultoria da Fundação Getúlio Vargas foi contratada pelo Estado para apurar e avaliar o quanto vale o que sobrou do Produban. O governador espera receber, no mínimo, R$ 550 milhões pela venda da instituição financeira.

-“Esperamos receber mais que isso, porém o que o alagoano precisa saber, na verdade, é que serão recursos que serão revertidos em investimentos, sobretudo para aumentar a rede pública de saúde; ajudar na melhoria da educação que está com 14 escolas em tempo integral funcionando e mais de 20 mil alunos matriculados; auxiliar na modernização das policiais, no uso da tecnologia para combater a violência; construção de novas estradas; ou seja, a venda do Produban vai reverter em investimentos para benefício do alagoano”. Disse o governador.

A venda do Produban foi autorizada no dia 8 de julho último, em decreto publicado no Diário Oficial do Estado. Sucessivamente, Renan Filho teve audiências no Banco Central e no Ministério da Fazenda, onde apresentou a proposta de vender o antigo banco e todas as suas dívidas, além dos créditos pendentes.

 

Deixe o seu comentário