1 de junho de 2015 • 12:50 pm

Política

Renan recebe entidades sindicais e ouve reivindicações das categorias

Encontro no Palácio República dos Palmares é o primeiro que o governador participa com sindicalistas, desde que tomou posse, em janeiro

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Cortesia: Joseane Calado

Cortesia: Joseane Calado

O governador Renan Filho (PMDB) está reunido, neste momento, em seu gabinete, no Palácio República dos Palmares, com dirigentes da Central Unica dos Trabalhadores (CUT) e de 12 sindicatos representativos de categorias dos servidores públicos estaduais. É a primeira reunião do governador com as entidades, desde que tomou posse em 1º de janeiro. Até agora, as negociações entre governo e servidores vinham sendo feitas por meio de secretários do governo, na chamada Mesa de Negociação.

Participam do encontro os secretários de governo Fábio farias (Chefe de Gabinete), Carlos Christian (Planejamento, Gestão e Patrimônio), George Santoro (Fazenda), Clara Bulgarim (Controladoria Geral do Estado) e Ênio Lins (Comunicação). Numa política de boa vizinhança, Renan Filho abriu o encontro saudando nominalmente cada um dos dirigentes presentes, e franqueou a palavra, demonstrando disposição em ouvir, mais do que falar. “Estamos aqui para buscar caminhos”, disse ele, manifestando, no entanto, a preocupação com a situação financeira do Estado.

De acordo com a presidente da CUT, Amélia Fernandes, o encontro vinha sendo esperado desde fevereiro, quando as entidades que constituem o Movimento Unificado dos Servidores entregaram uma pauta de reivindicações. Ela lamentou a demora no diálogo direto com o governador, mas destacou a atenção e o respeito com que o governo tem tratado os trabalhadores, nas reuniões com os secretários.

Com data-base em maio e nenhum acordo fechado até agora, várias categorias estão em clima de mobilização e a expressão “ameaça de greve” tem rondado o Palácio nas últimas semanas. Os policiais civis já estão paralisados há mais de oito dias, e pelo menos cinco sindicatos, entre eles o da Educação, têm assembleia marcada para esta semana.

Porém, a pauta da reunião que se realiza neste momento trata dos pontos comuns entre todas as categorias, entre eles o reajuste salarial pelo IPCA; a reestruturação da Previdência dos servidores do Estado; a realização de concursos para suprir carências e a contratação da reserva técnica existente, principalmente na área de segurança; além da retirada de pauta do projeto de privatização da Casal.

Cortesia: Joseane Calado

Cortesia: Joseane Calado

A reunião foi aberta com a presença da imprensa, mas neste momento realiza-se a portas fechadas. Do lado de fora, acampados eem estado de vigília, trabalhadores de diversas categorias aguardam os resultados, que podem ser decisivos em relação aos rumos das mobilizações previstas para os próximos dias.

Deixe o seu comentário