11 de dezembro de 2015 • 10:24 pm

Economia

RF diz que País deveria seguir exemplo alagoano: superávit de 20,6%

Declaração foi feita ao lado do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na reunião do Confaz.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Renan: esbanjando nos números.

Renan: esbanjando nos números.

Um novo pacto federativo para o Brasil é a proposta do governador Renan Filho (PMDB), apresentada na 159ª Reunião do Conselho Nacional de Secretários da Fazenda (Confaz), que foi realizada em Maceió nesta sexta-feira, 23.

O pacto na visão do governador teria como linha mestra o ajuste fiscal e, segundo ele, Alagoas poderia servir de exemplo, considerando o enfrentamento da crise financeira.. Isso porque, disse, oEstado conquistou superávit primário de 20,6%.

No que diz respeito ao pacto, ele destacou que  “Estados e Municípios não suportam mais viverem espremidos.”Em momentos de crise, como agora, as dificuldades aumentam ainda mais. Porém, serve para unir os gestores e a nação para a necessidade de repartir com justiça a receita de tributos no país””, declarou.

Ao lado do ministro Joaquim Levy, da Fazenda, o governador destacou a importância do Confaz para Alagoas, visto que as experiências apresentadas pelo Colégio de Secretários da Fazenda podem nortear as decisões alagoanas para o exercício de 2016.

Sobretudo, de como os demais estados estão encarando o período de turbulência da economia. Alagoas está mais resistente, segundo o governador, em virtude dos antídotos aplicados pelo Governo do Estado.

 

Deixe o seu comentário