11 de agosto de 2015 • 1:47 pm

Blogs » Marcelo Firmino

RF: é preciso que parem de colocar a culpa de tudo no governo federal

Governador Renan Filho comemora reforma administrativa e lei delegada que lhe garante remanejar 30% do tesouro.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ao manifestar seu contentamento em palácio com a Lei Delegada  47, que construiu para fazer a reforma administrativa que pretendia, o governador Renan Calheiros Filho (PMDB) esboçou uma critica aos políticos que agora vivem a reclamar do governo federal.

“É preciso que a gente pare de colocar a culpa de tudo no governo federal, por que não libera esse ou aquele dinheiro”. Disse o governador.

No momento em que o senador Renan Calheiros retoma o caminho da paz com o Palácio do Planalto, nada mais justo que o governador de Alagoas dar sua contribuição nessa seara, considerando que as mãos dadas no Planalto Central, certamente serão estendidas para acariciar as propostas do governo alagoano.

Com eles – Mas na discussão sobre a lei que tornou a Secretaria de Defesa Social em Secretaria de Segurança Pública, criou as secretarias de Transportes e a de Esportes, bem como deixou menor a Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos, ao retirar da pasta a Superintendência da Criança e do Adolescente, o governador deixou claro que a lei foi “construída com o conjunto dos servidores públicos”.

Ainda destacou que a reforma tem a virtude de não aumentar despesas e de reduzir os cargos comissionados.

Graças a Lei Delegada e o aval da Assembleia Legislativa, Calheiros Filho terá no processo da gestão estadual o que nem um outro governador conseguiu. Exatamente a autonomia para remanejar 30% dos recursos do tesouro sem precisar da autorização do Poder legislativo.

E esse, indiscutivelmente, é o maior ganho que a lei proporciona ao governo

Deixe o seu comentário