31 de julho de 2017 • 10:11 pm

Cotidiano

Rodoviários e empresários próximos a um acordo. TRT propõe indice de 4,5%

Trabalhadores realizam assembleia nesta terça-feira, a partir das 7h30. Serviço de transporte público por meio de ônibus deve atrasar na capital alagoana

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Imagem da audiência, cedida pela Assessoria do TRT

Uma audiência de conciliação que terminou agora à noite, mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL), permitiu alguns avanços na negociação sobre o dissídio coletivo dos trabalhadores em transportes rodoviários em Alagoas, mas não conseguiu evitar que a população da capital fique sem ônibus durante algum tempo (talvez algumas horas).

Convocados pelo seu sindicato – (o Sinttro), os rodoviários estarão reunidos em assembleia a partir das 7h30 da manhã desta terça-feira (1º de agosto), para decidir se aceitam ou não a proposta de conciliação sugerida pelo presidente do TRT-AL, desembargador Pedro Inácio da Silva, de reajuste salarial no índice de 4,5%, já acatada pelos empresários.

A proposta é um meio termo entre o que pretendiam os trabalhadores rodoviários – a proposta inicial apresentada pelo Sinttro era de 6% de reajuste – e os empresários, representados  pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb), que vinha insistindo na oferta de apenas 2,56% de reajuste.

Pela proposta do presidente do TRT, o reajuste de 4,5%, se aceito por ambas as partes, se dará de forma linear, incidindo sobre os salários e ticket alimentação.

Os representantes das empresas condicionaram o acordo à formação de um Grupo de Trabalho que terá a finalidade de atuar na fiscalização do transporte irregular de passageiros. O grupo deverá ser composto por membros dos dois sindicatos e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), que também participou da audiência de conciliação,  representada pelo superintendente Antonio Moura. A procuradora Adir Abreu representou o Ministério Público do Trabalho.

Uma nova audiência foi marcada para as 11h30 desta terça-feira na sala de sessões do TRT/AL.

 

Deixe o seu comentário