29 de setembro de 2015 • 7:31 pm

Economia

Rodrigo Cunha condena pacote de aumentos do governo Renan

Deputado diz que governo tentou passar imagem de que estava tirando dinheiro dos ricos, mas quer aumentar gasolina e IPVA de carro popular.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

 

Rodrigo Cunha: contra o pacote.

Rodrigo Cunha: contra o pacote.

De repente surgiu a primeira voz contra o “pacotaço de aumentos” do governo Renan Filho (PMDB), na Assembleia Legislativa. E foi o deputado tucano Rodrigo Cunha quem primeiro se manifestou condenando o projeto do governo.

Ele disse que é inaceitável o secretário da Fazenda, George Santoro, vir a público e passar uma mensagem que o governo está tirando dinheiro dos ricos para beneficiar os pobres, ou mesmo que irá aumentar impostos apenas de artigos supérfluos e de luxo.

O engodo, para o deputado, cai por terra quando o governo propõe o aumento da gasolina e este, segundo ele, não é um produto supérfluo. E o pior é quando a gasolina aumenta há praticamente uma reação em cadeia de produtos que são majorados devido ao frete.

A questão, disse ele, é que quem vai sofrer mais é o alagoano pobre com o pacotaço de Renan Filho, a partir do aumento da gasolina.

Lamentou que o governo tenha sugerido uma suposta “justiça social” em seu pacote de reajustes, como se os aumentos não fossem atingir as camadas mais pobres da população.

Ao afirmar que o projeto estaria sobretaxando os “produtos supérfluos”, para o deputado do PSDB, o governo faz uma enganação “por que um carro com um motor 1.0 não é um carro de luxo, assim como não é uma moto de 150 cilindradas, mas o IPVA para esses veículos terão aumento”.

 

 

Deixe o seu comentário