27 de setembro de 2017 • 3:07 pm

Blogs » Fátima Almeida

Ruas de Maceió: Um reality show com ‘prêmios’ em multas

Os novos pardais estão prontos para entrar em funcionamento e gerar multas a partir deste sábado.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Vendo a quantidade de radares eletrônicos que se multiplicaram pela cidade nos últimos meses, uma perguntinha insiste em não calar: Por que a opção de priorizar tanto equipamento eletrônico como sistema de controle do tráfego de veículo nas ruas de Maceió, se em alguns locais a velocidade poderia ser controlada com mais eficiência, por meio de quebra-molas?

A resposta pode estar numa simples reflexão sobre a diferença básica entre os dois sistemas: O radar fotográfico, embora nem sempre cumpra a função de brecar a velocidade, gera o lucro da multa. Já o quebra-mola, embora seja mais eficiente em forçar a redução da velocidade, não dá retorno financeiro, porque não gera multa.

Vale mais uma reflexão sobre o sentido dos tais ‘pardais’: Se é pela preservação da vida, há medidas que deveriam ser priorizadas e surtiriam melhor efeito, como a revitalização e melhoria da sinalização vertical e horizontal das vias, com reforço e mais visibilidade das faixas de pedestre; manutenção dos semáforos (não apenas para colocar câmeras que geram multas); relocação de placas de trânsito para dar mais visibilidade (há locais, como alguns trechos da Av. Cid Scala, por exemplo, que nem se vêem as placas); e, por fim mais eficiência e celeridade na recuperação das vias esburacadas que colocam em risco a vida de motoristas, passageiros e pedestres, a todo momento, em todos os bairros de Maceió.

Mas a Prefeitura prefere investir na indústria da multa – uma fonte extra e potente de arrecadação financeira. 

Nossa capital conta, atualmente, com 10 radares (os tais pardais) em operação, com limites de velocidade que oscilam entre 40 e 60 Km/h de uma via para outra, confundindo os motoristas que ficam a mercê de um click.

Como se não bastassem, a Prefeitura está implantando mais 13 fabriquetas de multas, parte delas em locais que, por histórico, sempre registraram trânsito lento, como a Rua do Imperador, Rua do Sol, Rua Barão de Atalaia (atrás do paredão da Assembleia Legislativa).

Os novos brinquedinhos do Prefeito começam fabricar multas a partir de 30 de setembro. 

Portanto, vá se acostumando. Pé leve no trânsito e atenção especial ao passar nas localizações onde eles foram implantados: Av. Menino Marcelo (cruzamento com os conjuntos José Tenório e Henrique Equelman); Av. Rotary (em frente ao condomínio Recanto da Rotary); Av. Josefa de Melo (Próximo ao Parque Shopping Maceió); Av. Muniz Falcão (em frente à FAT); Av. Assis Chateaubriand (próximo à entrada do Pontal da Barra e a fábrica de gelo Sorriso); Av. Silvio Viana (entre as barracas Lopana e Kanoa); Rua Empresário Jorge Montenegro (Santa Amélia próximo a empresa São Francisco); Av. Durval de Góes Monteiro (em frente à Dona Valmira); Av. Gov. Afrânio Lages (próximo ao residencial Vale do Sol); Rua do Imperador (cruzamento com a Rua Barão de Atalaia, Centro); Rua Barão de Atalaia (cruzamento com a Rua do Imperador, Centro); Rua Melo Moraes (cruzamento com a Rua do Sol, Centro); e Rua do Sol (cruzamento com a Melo Moraes, Centro).

E cuidado. O uso do celular ao dirigir também está na mira dos pardais.

Deixe o seu comentário