11 de abril de 2017 • 10:53 am

Blogs » Marcelo Firmino

Rui chama Renan Filho para o bate boca; o silêncio foi a resposta

Governador ignorou a reclamação e preferiu não entrar no ringue

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A talha dos marqueteiros de plantão na Prefeitura de Maceió trabalha na fabricação de leads para apresentar o prefeito Rui Palmeira (PSDB) como o nome ideal nas eleições de 2018, em contraponto ao governador Renan Filho (PMDB), que é candidato a reeleição.

Neste caminho, o lead mais recente foi a história de Palmeira reclamar na mídia que o governador estaria atrapalhando a sua administração no município. A questão foi jogada no ar sem um fato concreto, mas reverberada com destaque em alguns portais de notícia.

Surgiu como se Rui estivesse chamando Renan Filho para um bate boca na mídia e, a partir daí, gerar o efeito multiplicador necessário na discussão, com o claro objetivo do desgaste político do adversário.

Desta vez não funcionou. O governador fez do silêncio a sua melhor resposta. Mantendo aquela máxima do quando um não quer, dois não brigam.

Mas, a estratégia dos tucanos está clara. Será a de chamar cada vez mais o governador para o ringue da pré-campanha que está à todo vapor. Entrando no ringue terá que brigar. E na briga alguém sempre se machuca.

Por isso mesmo, outras provocações surgirão muito antes do que se imagina. Até mesmo o pai do prefeito, o ex-governador Guilherme Palmeira já fez soar os trombones de que estaria deixando sua morada em Brasília para se fixar diretamente em Maceió, quando se engajará na campanha do filho.

Tudo isso faz parte. Afinal, o senador Renan Calheiros, pai do governador, também já montou seu acampamento por aqui e tem arregimentado forças para o lado filho, como os Pereira de Junqueiro, que eram tucanos da oposição e viraram governistas de carteirinha.

Eis aí, portanto, uma grande “briga” de brancos.

 

Deixe o seu comentário