30 de Abril de 2015 • 2:16 pm

Política

Rui diz na Fiea que Dilma atrapalha vida dos municípios

Prefeito reclama que, por conta do ajuste fiscal, União impede municípios de contrair empréstimos

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Rui Palmeira: vaia em escola

Rui afirmou que Maceió está sendo prejudicada por essa posição do governo Dilma.

Convidado da reunião mensal da Federação das Indústrias (Fiea), realizada na manhã de hoje, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, reclamou da presidente Dilma Rousseff. Ele disse que, por conta do ajuste fiscal, o governo está impedindo que os municípios contraiam empréstimos com instituições internacionais.

Revelando que desde 2013 trabalha para viabilizar empréstimos que somam U$ 133 milhões, com o Bird e o Comitê Andino de Fomento (CAF), Rui afirmou que Maceió está sendo prejudicada por essa posição do governo Dilma.

Por isso, apoia o movimento que os prefeitos brasileiros vão fazer contra a proibição. “Vamos iniciar um movimento para provar que esses empréstimos são necessários, inclusive do ponto de vista da economia dos municípios” – declarou, ressaltando que o empréstimo que fará já teve aprovação do Ministério do Planejamento, faltando parecer do Tesouro Nacional e do senado.

Rui disse ainda que técnicos do Bird estão em Maceió, para finalizar o projeto iniciado em sua gestão. Na sua fala aos empresários reunidos na Fiea, Rui Palmeira reclamou que a União tem reduzido drasticamente o repasse de recursos federais para obras em Maceió.

Deixe o seu comentário