7 de abril de 2015 • 11:39 am

Blogs » Marcelo Firmino

Saiu a leniência e entrou a decisão em Alagoas, diz RF

Com um orçamento de R$ 8,33 bilhões para trabalhar em 2015, o governador Renan Filho (PMDB) segue seu caminho promovendo encontros com diversos setores da sociedade alagoana, para dizer que…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Com um orçamento de R$ 8,33 bilhões para trabalhar em 2015, o governador Renan Filho (PMDB) segue seu caminho promovendo encontros com diversos setores da sociedade alagoana, para dizer que agora o governo mudou.

Os mais animados logo balançam a cabeça e concordam com ele: “Mudou mesmo”. Ouve-se dos áulicos.

Os não tão próximos ainda querem pagar pra ver. Não há muita crença na mudança.

Mas, em um encontro com empresários na Casa da Indústria, em plena avenida Fernandes Lima, o governador disse exatamente o que foi mudou no seu governo em relação ao passado. E o fez com toda ênfase:

– O que mudou é que saiu a leniência e entrou a decisão.

A frase é de efeito, mas diz tudo. A verdade é que o segundo governo de Teotônio Vilela Filho (PSDB) foi dominado pelas “ilhas”, onde em cada uma havia uma espécie de capitão-mor. Enquanto isso, Vilela, na condição de rei, dormia em berço esplêndido.

Era como se ele estivesse tomado pelo cansaço ou pela falta de entusiasmo pela gestão, devido a tantos indicadores sociais adversos que consumiam qualquer tipo de agenda positiva tucana.

Daí, veio a leniência.

Pois bem. O governo RF está apenas começando e a sociedade espera de fato por decisões de interesse público, as quais possibilitem verdadeiramente a melhoria da qualidade de vida dos alagoanos.

Esta terra já está cansada de sofrer. Ou não?

Deixe o seu comentário