2 de junho de 2015 • 3:39 pm

Cotidiano

Santa Casa diz que colabora com informações na operação da PF

A nota oficial é assinada pelo advogado da instituição, Aldemar de Miranda Motta Júnior.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Santa Casa vai contratar estagiários.

Santa Casa vai contratar estagiários.

Em função do trabalho de investigação da Polícia Federal sobre a operação ‘Iscariotes’, a Santa Casa de Maceió emitiu nota oficial sobreo caso em que está acusada. A direção reafirma compromissos com a sociedade e diz que está empreendendo ações para fins de preservação do bom nome da Instituição.  Também manifesta a disposição de colaborar com as autoridades neste caso. Eis a íntegra da nota:

 

NOTA OFICIAL

A SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE MACEIÓ, instituição privada sem fins lucrativos, neste ato representada por seu advogado, Aldemar de Miranda Motta Júnior, inscrito na OAB/AL sob o nº 4.458B, em face dos acontecimentos da manhã desta terça-feira, 02/06/2015, quando foi deflagrada a operação “ISCARIOTES” pela Polícia Federal, vem perante a Sociedade Brasileira, especialmente a Sociedade Alagoana, à sua Irmandade, a seus pacientes, a seus colaboradores, a seus médicos e a seus fornecedores, prestar os seguintes esclarecimentos:

1)     Que é público e notório os momentos de turbulência que a Instituição tem vivido, em face do verdadeiro assédio moral a que vem sendo submetida;

2)     Que a Santa Casa de Misericórdia de Maceió vê neste momento a oportunidade de esclarecer perante as autoridades públicas constituídas – sejam policiais, ministeriais ou mesmo judiciais –, todos os atos e ações praticados por sua gestão, que a conduziu a hospital referência no cenário nacional, ante todas as dificuldades enfrentadas pelo setor, não só no Estado de Alagoas, como também em todo o Brasil;

3)     Que a Santa Casa de Misericórdia de Maceió informa, igualmente, não compactuar com irregularidades ou ilegalidades, comprometendo-se a todo o tempo com boas práticas de gestão e transparência de seus atos e ações, motivo pelo qual se submete a auditorias e a programas de qualidade das principais instituições de atuação nacional e internacional, tais como a KPMG e com a ONA (Organização Nacional de Acreditação), que impõe e fiscaliza práticas de gestão que elevam a qualidade;

4)     Que a Santa Casa de Misericórdia de Maceió sempre esteve, está e permanecerá colaborando com as autoridades públicas, fornecendo-lhes todas as informações e documentos que se façam necessários para dirimir toda e qualquer dúvida existente ou que venha a existir;

5)     Que, por fim, a atual gestão da Santa Casa de Misericórdia de Maceió empreende ações para fins de preservação do bom nome da Instituição, adotando, para tanto, as medidas judiciais e administrativas cabíveis para a salvaguarda de sua reputação, construída ao longo de 163 anos de atuação permanente e filantrópica.

 

 

Maceió/AL, 02 de junho de 2015.

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE MACEIÓ

Aldemar de Miranda Motta Júnior

Deixe o seu comentário