6 de julho de 2015 • 10:58 am

Cotidiano

Secretário diz que escolas públicas alagoanas estão acabadas

Luciano condena o abandono do prédio da educação e pediu R$ 25 milhões em emendas aos parlamentares para investir no setor.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Bancada federal detabe educação com Luciano.

Bancada federal detabe educação com Luciano.

Enquanto o governador Renan Filho (PMDB) faz uma viagem ao exterior, o vice governador e Secretário de Educação, Luciano Barbosa (PMDB) se reúne no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas com integrantes da bancada federal.  Juntos, eles discutem o drama da educação no Estado, que para o secretário, se trata de um “problema econômico”.

Segundo relato de Barbosa, a estrutura da educação em Alagoas é muito ruim, com “escolas públicas acabadas”. Citou o drama de Matriz de Camaragibe onde gastou dinheiro público com recursos de unidades escolares, mas ainda assim nada funciona no município.

Luciano pede apoio da bancada para educação.

Luciano pede apoio da bancada para educação.

Lamentou o desabamento do prédio da Secretaria Estadual de Educação e disse ter sido um erro sair da estrutura deixando o edifício completamente abandonado. “Só deveriam ter saído, após a ordem de serviço”, criticou.

Pronatec – Luciano Barbosa disse que o governo do Estado recebeu há 15 dias R$ 5 milhões do Pronatec, os quais, segundio ele, vão impulsionar a formação de mão de obra de jovens alagoanos. Para ele, o programa é essencial para a qualificação da juventude que quer se inserir no mercado de trabalho.

A reunião dos parlamentares com o Secretário de Educação foi convocada pelo deputado federal, Ronaldo Lessa (PDT), que é o coordenador da bancada federal. Durante o encontro, Barbosa pediu aos deputados R$ 25 milhões em emendas federais para investir na educação no Estado. A bancada concorda que é preciso investir no setor e cada parlamentar ficou de analisar a melhor forma de ajudar o Estado neste campo.

Deixe o seu comentário