22 de agosto de 2016 • 12:55 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Secretário diz que meta é ter Delegacia da Mulher funcionando 24h e que espera empenho de delegada

A despeito da polêmica na mídia eletrônica e nas redes sociais sobre a remoção da delegada Fabiana Leão, que deixa a Delegacia de Defesa da Mulher 1, o secretário de…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A despeito da polêmica na mídia eletrônica e nas redes sociais sobre a remoção da delegada Fabiana Leão, que deixa a Delegacia de Defesa da Mulher 1, o secretário de Segurança, coronel PM Domingos Lima Júnior, segue trabalhando para reduzir a criminalidade por todo Estado.

Na última sexta-feira, 19, depois da reunião diária com delegados e oficiais da PM, ele falou sobre a reação à mudança na DDM 1, e se mostrou surpreso com a polêmica em torno de Fabiana Leão.

“Um ato da rotina da Polícia Civil. Nenhuma outra razão que não as estratégias definidas pelo delegado Paulo Cerqueira e sua equipe!” – afirmou o secretário, lembrando que 19 delegados foram removidos na mesma portaria.

Inclusive por estratégias de segurança, “não é recomendável que um delegado fique na mesma função e distrital por muito tempo” – revelou.

Segundo Lima Júnior, diante dos problemas que o Estado enfrenta, não há tempo a perder com perseguição a servidores, por razão política ou qualquer outra.

Mais taxativo ainda, o secretário afirma que a ampliação do número de Delegacias da Mulher e do horário de funcionamento das existentes é uma meta do governo Renan Filho.

– Dar combate à violência contra a mulher, criando novas delegacias especializadas, garantindo as condições para que funcionem eficientemente, que estejam abertas 24h, é meta do governo. Só que no momento não temos o efetivo necessário” – declarou.

Garantindo que a nova titular da DDM1, delegada Paula Mercês, dará sequência ao trabalho da antecessora com a mesma eficiência, o coronel Lima Júnior disse que a delegada Fabiana Leão continua prestigiada por sua competência e que espera dela na nova missão, o mesmo empenho já demonstrado.

“Fora disso, não há razão para polêmica. O que precisamos é trabalhar para reduzir a criminalidade e dar ao alagoano a paz que todos precisamos” – encerrou o secretário de Segurança Pública.

 

Deixe o seu comentário


Publicidade