3 de agosto de 2015 • 10:14 am

Cotidiano

Sem terra fecham o porto. Eles querem as terras das usinas de JL

Movimento pressiona os governos estadual e federal para terem acesso às terras da massa falida do grupo João Lyra.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Sem terra fecham o porto.

Sem terra fecham o porto.

O Movimento dos Sem Terra bloqueou nesta segunda-feira, 03, a entrada do Porto de Jaraguá. Segundo a coordenação do MST, a ideia é manter o porto fechado por tempo indeterminado.

Vindos de várias partes do Estado, eles fecharam o ´porto para pressionar o governo a resolver a responder a reivindicação do movimento sobre as terras das usinas do grupo João Lyra.

Considerando que há grandes empresários interessados em absorver as terras da massa falida de JL para desenvolveram plantações de eucalipto, os sem terra estão pleiteando junto ao governo federal um espaços nessas terras para o desenvolvimento da agricultura familiar.

Como grupo JL deve elevadas somas de impostos aos governo federal, as lideranças MST esperam poder negociar com os gestores públicos essa possibilidade de levar as terras das usinas para os movimentos sociais.

A forma encontrada pelo MST para sensibilizar as autoridades federais e estaduais foi exatamente fechar o porto por onde escoa toda a produção de grãos do Estado e de açúcar e álcool do Estado.

No entanto, na disputa pelas terras também estão grupos de usineiros.

 

Deixe o seu comentário