24 de janeiro de 2017 • 8:04 am

Interior

Sérgio Lira acelera ritmo em reuniões para reconstruir Maragogi

Prefeito diz que trabalho é para reconstruir a cidade pedra por pedra

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
O caos absoluto herdado na administração da Prefeitura de Maragogi tem levado o novo prefeito, Fernando Sérgio Lira (PP) a realizar em média 10 reuniões por dia, para identificar os problemas e encaminhar soluções.

Sérgio Lira: reuniões para planejar gestão

O quadro atual do desconhecido, inusitado e quase ingovernável, levou o prefeito a decretar situação de emergência logo na primeira semana da gestão, depois de lacrar a Prefeitura e pedir uma investigação das contas do município.
O prefeito parte do princípio que a administração tem que funcionar, mesmo diante do quadro dantesco, pois a população não pode ser privada da prestação dos serviços municipais.
Um dos graves problemas na cidade, a falta de água está sendo encaminhado graças a formação de um Comitê Gestor das Águas, com a paricipações do próprio prefeito Sérgio Lira e representantes da CASAL (Companhia de Saneamento de Alagoas), FUSANA (Fundação Nacional de Saúde), INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), além de órgãos municipais, como o SAAE (Serviço de Abastecimento de Água e Esgoto).
Além do abastecimento de água o  comitê estará responsável também por serviços de saneamento básico, coleta do lixo e dreanagem. Para o prefeito esse comitê terá a missão de montar  uma estrutura de gerências administrativas rurais em aglomerados, povoados e vilas.”Queremos que Maragogi sirva de exemplo para as cidades da região”, destacou.
Segundo Sérgio Lira, o trabalho na cidade agora é de remontar pedra sobre pedra para fazer as coisas funcionarem em benefício da população, considerando de o grau de destruição do patrimônio público foi um dos mais elevados entre os municípios alagoanos.

Deixe o seu comentário