7 de novembro de 2016 • 8:39 am

Brasil » Justiça

Sérgio Moro diz que nunca disputará um cargo político

Juiz diz que toda glória mundana é passageira

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Apesar da notoriedade e da exposição midiática em mais de dois anos de Operação Lava Jato, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos em primeira instância, disse, em entrevista à edição deste fim de semana do jornal O Estado de S.Paulo, que “jamais” seria candidato a um cargo eletivo ou entraria para a política.

Juiz Sérgio Moro:  glória passageira

Juiz Sérgio Moro: glória passageira

“Não existe jamais esse risco”, garantiu.

“Sou um homem de Justiça e, sem qualquer demérito, não sou um homem da política. Acho que a política é uma atividade importante, não tem nenhum demérito, muito pelo contrário, existe muito mérito em quem atua na política, mas eu sou um juiz, eu estou em outra realidade, outro tipo de trabalho, outro perfil. Então, não existe jamais esse risco”, disse Moro.

Ele ainda actescentou que o culto de sua figura pública é passageiro. “O apoio da opinião pública, realmente, tem sido essencial nesse caso. Mas tudo é passageiro, não é? Tem um velho ditado do latim que diz sic transit gloria mundi, basicamente “a glória mundana é passageira”.

Na entrevista, Sérgio Moro questionou o foro privilegiado para todas as autoridades políticas e a capacidade do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgar todos os casos da Lava Jato envolvendo esses investigados.

Segundo o juiz, quando se cogitou foro privilegiado, não se imaginava que iriam ter tantas investigações e tantas ações penais contra detentores de foro perante o STF.

Deixe o seu comentário