26 de março de 2016 • 7:08 pm

Justiça

Sete presos da operação Lava Jato já foram liberados por Moro

Na última investida da Operação surgiram os nomes de mais de 200 politicos envolvidos com propinas

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato, mandou soltar nove investigados presos na 26ª etapa da operação, chamada de Xepa. O mandado de prisão venceu neste sábado (26). Segundo apuração do portal G1, os presos estão na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, e serão liberados ao lado de seus advogados.

Moro manda soltar sete presos

Moro manda soltar sete presos

A última fase da Lava Jato foi deflagrada na última terça-feira (26) e investigou as propinas pagas pela Odebrecht segundo a delação premiada de Maria Lúcia Tavares, ex-funcionária da empreiteira. Na quinta (24), Moro decretou sigilo sobre a documentação apreendida nesta fase.

Entre os pedidos de prisão preventiva apenas um não foi cumprido. Trata-se de Luiz Eduardo Rocha Soares, funcionário da Odebrecht que está no exterior e já é considerado foragido. Ele é o responsável pelo e-mail que detalha os “pagamentos via bônus” em sete partidos políticos.

Veja quem foi liberado neste sábado:

1) Antônio Claudio Albernaz Cordeiro – operador

2) Antônio Pessoa de Souza Couto – subordinado a Paul Altit

3) Isaias Ubiraci Chaves Santos – envolvido na confecção das planilhas e das requisições de pagamentos

4) João Alberto Lovera – executivo da Odebrecht Realizações Imobiliárias

5) Paul Elie Altit – chefe da Odebrecht Realizações Imobiliárias

6) Roberto Prisco Paraíso Ramos – chefe da Odebrecht Óleo e Gás

7) Rodrigo Costa Melo – subordinado a Paul Altit

8) Sergio Luiz Neves – diretor superintendente da Odebrecht subordinado a Benedicto Barbosa Júnior é o chefe da Odebrecht Infraestrutura.

9) Alvaro José Galliez Novis – diretor da Hoya Corretora de Valores e Câmbio Ltda. Responsável pela entrega do dinheiro no Rio de Janeiro e São Paulo

Deixe o seu comentário