28 de Maio de 2017 • 10:17 am

Interior

Situação é crítica em Marechal Deodoro. Cidade pede socorro

Chuva deixou mais de 300 famílias desabrigadas. Prefeitura e comunidade iniciaram campanha de doações

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Marechal Deodoro – Centro Histórico / Fotos Bruno Rios

A situação é crítica, em Marechal Deodoro, e vem se agravando com o aumento do volume de água recebido dos afluentes, o principal deles, o Rio Paraíba.

Mais de 300 famílias perderam suas casas e estão sendo alojadas em abrigos improvisados pela Prefeitura e Defesa Civil, segundo a assessoria de Comunicação do governo municipal.

A cidade está praticamente ilhada. O acesso ao Centro Histórico pelo entrada principal da cidade – o bairro do Barro Vermelho – só está sendo possível de canoa ou em caminhões do Exército.

As entradas alternativas também passam por cursos pluviais e estão inviáveis. A água subiu mais de um metro na lagoa.

Ilha de Santa Rita / Foto: Internauta

Além do centro histórico já são registrados alagamentos nos povoados Massagueira, Ilha de Santa Rita e Riacho Velho. A Barra Nova está em estado de alerta.

O município está em campanha de arrecadação de donativos. “Toda doação é bem vinda. Estamos com muitas famílias desabrigadas e precisando de alimentos, roupas, agasalhos, água, fraldas e materiais de higiene pessoal”, destaca a assessoria.

As doações, em Maceió podem ser deixadas na AMA. Em Marechal, a central de entrega é no prédio da Secretária de Educação de Marechal, também conhecida como ‘Faculdade’.

Deixe o seu comentário