9 de Maio de 2017 • 4:12 pm

Bleine Oliveira » Blogs » Política

Somos todos papalvos!

Nosos papel é cobrar a prisão dos corruptos, de esquerda e de direita, pois o fim da impunidade é ocaminho para o fim da corrupção.

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Imagem: internet

Já tem acampamento de sem terra, e um número crescente de militantes chegando a Curitiba (PR) para a mobilização que o Partido dos Trabalhadores denominou Jornada de Lutas pela Democracia. Daqui seguiram dois ônibus!

Sinceramente, me perdoem os pró-Lula e os pró-Moro, esse embate é a prova de que nós, os brasileiros, somos uns papalvos.

Antes que você, querido leitor, me xingue, vou ao dicionário e coloco aqui o que isso significa: trata-se de adjetivo masculino para definir um indivíduo simplório, pateta, tolo.

Sim, somos todos uns tolos!

Poucos enxergam que o país foi saqueado por todos os ex-presidentes, desde sempre; que a classe política tomou para si privilégios e beneficios que nos custam suor e sangue; que endeusar o juiz Sérgio Moro não garante o fim da corrupção; que os partidos e organizações políticas não servem ao interesse público.

Passou da hora de acordarmos!

Nesse momento da vida nacional, o que temos a fazer é cobrar que todos que roubaram o dinheiro público paguem conforme os ditames da lei, sejam de direita ou esquerda.

Seja do PT, do PMDB, do PSDB e das demais legendas, corrupto deve ser preso. E devolver tudo o que surrupiou da Nação!

Enquanto a Justiça cumpre seu papel, nós, o povo brasileiro, devemos exigir o fim da impunidade, única solução para estancar a corrupção crônica que tem marcado a vida política nacional nas últimos décadas!

Deixe o seu comentário