15 de Março de 2016 • 12:18 pm

Justiça

STF homologa delação de Delcídio que cita Lula, Dilma e Aécio Neves

Com a homologação, o acordo ganha validade jurídica, e fica atestado que ele cumpre regras estabelecidas em lei.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
teori zavascki

Teori Zavascki acatou delação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, homologou a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que foi firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR) no âmbito da Operação Lava Jato.

Com a homologação, o acordo ganha validade jurídica, e fica atestado que ele cumpre regras estabelecidas em lei. Partes da delação de Delcídio vazaram e foram publicadas pela revista IstoÉ. Nos trechos vazados o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff são citados. A Folha de S. Paulo publicou, dias depois, que a delação também citava o senador Aécio Neves.

Na delação  negociada com a força-tarefa da Operação Lava Jato, o senador Delcídio do Amaral (PT) teria descrito a ação decisiva da presidente Dilma Rousseff para manter na estatal os diretores comprometidos com o esquema de corrupção.

De acordo com o senador, Dilma teria  usado seu poder para evitar a punição de corruptos e corruptores, nomeando para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) um ministro que se comprometeu a votar pela soltura de empreiteiros já denunciados pela Lava Jato. As informações são da revista IstoÉ. A delação ainda não foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal.

A polêmica delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) também teria citações ao senador tucano Aécio Neves. Apesar de esta parte não ter vindo à tona quando a delação foi vazada, fontes próximas à investigação da Operação Lava Jato afirmam que Delcídio, ex-PSDB, fez referências à cúpula do seu ex-partido. As informações foram publicadas pela daFolha de S. Paulo.

Deixe o seu comentário