21 de Maio de 2016 • 9:35 am

Brasil » Justiça

STF quebra os sigilos bancário e fiscal de ministro do Planejamento de Temer

Ministto Romero Jucá responde a processos da Lava Jato e da operação Zelotes

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou, a pedido do Ministério Público Federal, a quebra de sigilo bancário e fiscal do senador Romero Jucá (PMDB-RR), atual ministro do Planejamento do governo de Michel Temer.

Romero Jucá: agora reajuste.

Romero Jucá: agora reajuste.

Jucá está sendo investigado por procedimentos referentes à liberação de emendas parlamentares para obras que teriam sido superfaturadas posteriormente. O inquérito em questão tramita no Supremo desde 2004.

A quebra de sigilo de Jucá não tem relação com o caso de Belo Monte nem com outras investigações sobre o ministro do Planejamento. Ele é citado na operação Lava Jato e em mais quatro inquéritos, como o da operação Zelotes, que apura manipulação de julgamentos no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), ligado ao Ministério da Fazenda.

Deixe o seu comentário