18 de agosto de 2015 • 11:50 am

Economia

Supermercados vão à justiça contra a interdição da Secretaria do Meio Ambiente

Reincidentes no lançamento de esgotos, supermercados G Barbosa e Atacadão foram fechados.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Supermercados vão à justiça.

Supermercados vão à justiça.

Advogados de defesa vão à justiça contra a interdição de supermercados Atacadão e G Barbosa com uma argumentação de confronto pesada. Vão alegar que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem se omitido em relação aos prédios da orla marítima que despejam esgotos nas ruas, chorumes e organoclorados nas sarjetas.

Segundo um dos advogados de supermercado a Secretaria de Meio Ambiente tem procurado criar fatos para justificar ação da Prefeitura Municipal contra o setor privado e se omite com as ligações clandestinas de esgotos, principalmente nas ruas orla de Maceió, onde reside a maioria das autoridades alagoanas.

A reação se deu devido a ação de fiscais da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente que interditaram  nesta terça, 18,  os supermercados Atacadão e GBarbosa sob a acusação de ambos lançarem esgotos  de forma irregular. Os estabelecimentos vão receber multas de R$ 100 mil.

A Prefeitura justifica que  o Atacadão já havia recebido duas notificações, em 2014 e 2015, por despejo irregular de esgoto em área verde e pelo não tratamento da rede de esgoto. Na época o supermercado foi multado em R$95 mil.

No caso do GBarbosa, no bairro da Serraria, os fiscais encontraram problemas na destinação e o no tratamento do esgoto e do chorume. De acordo com a assessoria da Sempma, o estabelecimento já havia sido notificado nos anos de 2013, 2014 e 2015.

Os dois supermercados vão recorrer na justiça contra a interdição.

 

Deixe o seu comentário